Morta a tiros aos 14 anos, marido adolescente desaparecido, suspeita de feminicídio: o que se sabe sobre a morte de garota no sul da Bahia

A adolescente Hyara Flor Santos Alves, de 14 anos, foi morta a tiros na cidade de Guaratinga, no extremo sul da Bahia. O crime aconteceu na quinta-feira (6) e até esta terça-feira (11), ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, populares contaram que o marido de Hyara desapareceu logo após a morte dela. Nesta reportagem, você confere o que se sabe e o que falta esclarecer sobre o caso.

Quem é a vítima?
Como Hyara foi morta?
Quem são os suspeitos?
O que a Polícia Civil investiga?
O que diz a família e a advogada da vítima?
Repercussão

Quem é a vítima?

Hyara Flor Santos Alves, de 14 anos, é de uma comunidade cigana que fica na cidade de Guaratinga, no extremo sul do estado. Ela era casada com um outro adolescente, que não teve o nome divulgado.

Como Hyara foi morta?

A polícia ainda apura as circunstâncias da morte da adolescente, que foi baleada no queixo. Ela foi socorrida para o Hospital Municipal de Guaratinga, mas não resistiu.

Segundo a polícia, as pessoas que levaram Hyara ao hospital contaram que o disparou foi acidental. Porém, os funcionários da unidade de saúde desconfiaram do caso e acionaram a Polícia Militar.

Uma pistola calibre 380, com dois carregadores e munições, foram apreendidos no local do crime e encaminhados à perícia.

Quem são os suspeitos?

Ninguém ainda foi identificado ou preso.

O que a Polícia Civil investiga?

A Polícia Civil trata o caso como feminicídio e disse que já tem indícios da autoria. Apesar disso, a corporação não deu mais detalhes sobre o caso, porque trabalha com o máximo de sigilo para que não haja interferências na investigação.

Em nota, a Polícia Militar informou que, ao chegar no hospital para atender a ocorrência no dia 6 de julho, os agentes foram informados por populares que o esposo de Hyara, o pai dele e um terceiro homem teriam fugido por uma estrada de terra que dá acesso a cidade de Itamaraju, também no extremo sul da Bahia. Eles ainda não foram achados.

O que diz a advogada da vítima e a mãe da adolescente?
A advogada da família da Hyara afirmou que acompanha as investigações e que ainda não tem conhecimento sobre as circunstancias do caso.

Nany Guimarães, mãe da adolescente, diz que a filha foi morta. Ela também desmentiu uma notícia de que o esposo, pai da vítima, teria oferecido R$ 300 mil para quem encontrasse o responsável pelo crime.

"Minha filha foi assassinada inocentemente", afirmou em um vídeo publicado em uma rede social.

Repercussão

O caso teve bastante repercussão nas redes sociais e foi comentado pela autora de novelas Glória Perez.

Em uma publicação, a escritora afirmou que Hyara e o marido se casaram há menos de dois meses. Ela contou também que os dois tem 14 anos, e, conforme a tradição, tiveram o casamento arranjado pelos pais, que são de famílias amigas.

As informações não foram confirmadas pela polícia, que trata o caso com sigilo devido a quantidade de fake news que tem surgido nas redes sociais.

g1 Bahia

Juíza do Caso Beatriz descarta que perito tenha recebido propina de R$ 1,5 milhão para adulterar laudo

A juíza do Tribunal do Júri de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, Elane Brandão Ribeiro, concluiu que não procede a suspeita de recebimento de propina de R$1,5 milhão por parte de um perito do Caso Beatriz. A defesa da família da menina, assassinada em dezembro de 2015, havia solicitado à magistrada que fossem pedidas informações à chefia da Polícia Civil de Pernambuco para saber se o profissional teria recebido o dinheiro para falsificar laudo pericial que, supostamente, favoreceria o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde ocorreu o crime.

" Diante de tais circunstâncias, não tendo sido apresentado a este juízo nenhum elemento de prova que subsidie a narrativa realizada no bojo de relatório da Operação Metástase deflagrada pela Polícia Federal, cujo fundamento apresentado seria suposto relato prestado pela Delegada de Polícia Civil Francisca Polyanna da Silva Neri, que esclareceu não ter conhecimento, nem haver prestado qualquer informação neste sentido, de se concluir pela ausência de questão prejudicial ao regular trâmite dos autos", diz a decisão da juíza.

Em nota, a Associação de Polícia Científica de Pernambuco (APOC-PE) destacou a decisão da juíza.

“A Associação de Polícia Científica de Pernambuco enaltece a imparcialidade e rigor do trabalho da juíza Elane Brandão Ribeiro na análise desse caso tão sensível e reforça seu compromisso com a busca da verdade e o cumprimento da justiça, sempre primando pela transparência e pela confiabilidade dos resultados periciais. É importante ressaltar que ataques infundados ao trabalho da perícia só beneficiam aqueles que tentam se eximir da justiça e escapar das consequências ou da responsabilidade por um crime ou ato ilegal”, diz um trecho da nota.

g1 Bahia

Turista de MT é resgatado pelos bombeiros após se acidentar em trilha na Chapada Diamantina

Um turista de Cuiabá (MT), identificado como Thiago Almeida Lacerda, de 41 anos, foi resgatado por bombeiros, na manhã deste domingo (9), após se acidentar em uma trilha na Cachoeira da Altina, no Vale do Pati, na região da Chapada Diamantina. Não há detalhes do estado de saúde dele.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o turista relatou dores na região lombar após o ocorrido. Com isso, guias de turismo e outros colegas de trilha acionaram equipes do Corpo de Bombeiros, que se deslocaram para o local.

Por se tratar de uma área de difícil deslocamento, os militares acionaram o suporte aéreo do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar, conforme informou a SSP-BA.

O comandante do Graer, tenente-coronel Anderson Wolney, disse que a equipe se deslocou de Salvador até o ponto onde estava a vítima.

"Lá foram feitos os ajustes, a imobilização adequada e o levamos para a nossa Base Avançada (Bavan) da Chapada Diamantina, onde seguiu de ambulância para o Hospital Regional da Chapada (HRC), no município de Seabra", complementou o tenente-coronel.

g1 Bahia

Acidente em estrada termina com 4 mortos e 2 feridos na Bahia

Quatro pessoas morreram e outras duas ficaram feridas em um acidente no quilômetro 30 da BR-242, na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia. As vítimas fatais estavam dentro de um veículo que colidiu com outro carro por volta das 6h30 deste domingo (9).

O impacto da batida foi tamanho que um dos carros ficou totalmente destruído. O segundo automóvel teve a parte frontal destroçada. Ambos ficaram atravessados na pista.

Como medida de segurança e para permitir o trabalho das equipes de resgate e dos peritos, a rodovia foi parcialmente interditada. A Polícia Rodoviária Federal foi acionada.

De acordo com o Batalhão de Bombeiros Militar, foi necessário resgatar as vítimas nas ferragens de um dos veículos.

Entre os feridos, um estava em estado grave e precisou de atendimento médico urgente, enquanto o outro, que viajava sozinho, sofreu ferimentos leves.

g1 Bahia

Micareta 2023: Decreto Municipal - A segurança do evento em primeiro lugar

Por que as bebidas devem ser vendidas em recipientes não de vidro? A segurança em eventos públicos é uma preocupação primordial para garantir o bem-estar e a tranquilidade de todos os participantes. Nesse sentido, o Decreto Municipal nº 061/2022, emitido pela Prefeitura Municipal de Baixa Grande, Bahia, estabelece uma medida crucial: a proibição da venda de bebidas alcoólicas e não alcoólicas em garrafas ou recipientes de vidro durante esses eventos. Essa iniciativa visa salvaguardar a integridade física dos presentes e colaborar com a atuação da Polícia Militar na segurança pública preventiva.

A escolha por recipientes não de vidro é de suma importância, pois evita acidentes que podem ocorrer com a quebra desses materiais. Em eventos públicos movimentados, é comum a presença de aglomerações e empurra-empurra, o que aumenta o risco de acidentes causados por cacos de vidro espalhados pelo chão. Ao optar por recipientes seguros e resistentes, como plástico ou lata, reduz-se consideravelmente a probabilidade de lesões e incidentes prejudiciais à saúde dos participantes. Além dos aspectos relacionados à segurança, a proibição da venda de bebidas em recipientes de vidro também contribui para uma maior agilidade nos procedimentos de revista e controle de acesso. A identificação rápida de possíveis itens perigosos, como armas brancas, torna-se mais eficaz quando o uso de recipientes não de vidro é adotado. Isso fortalece as ações preventivas e facilita o trabalho das autoridades responsáveis pela segurança do evento.


Ao cumprir o Decreto Municipal e aderir à venda de bebidas em recipientes não de vidro, os estabelecimentos comerciais e informais, bem como os foliões e participantes do evento público, demonstram seu compromisso com a segurança coletiva. Essa medida colabora para a promoção de um ambiente seguro e harmonioso, no qual as pessoas podem desfrutar da diversão proporcionada pelo evento sem se preocupar com riscos desnecessários. A conscientização sobre a importância dessa proibição é fundamental para garantir a proteção de todos os envolvidos e a realização de eventos cada vez mais seguros e prazerosos.

 ASCOM - Prefeitura Municipal de Baixa Grande

Governo - Competência, Trabalho e Desenvolvimento!

Batida entre três carros deixa dois mortos e cinco feridos em rodovia na Bahia

Duas pessoas morreram e cinco ficaram feridas em uma batida envolvendo três carros na BR-020, no trecho de Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu nesta quinta-feira (29).

Ainda não há informações sobre a causa do acidente. Conforme a PRF, sete pessoas estavam nos três carros no momento da colisão.

Dois dos três veículos ficaram completamente destruídos após a batida. A parte frontal e as portas do carro foram completamente amassadas.

As vítimas morreram no local e os cinco feridos foram levados para unidades de saúde em Barreiras e em Posse, cidade que fica em Goiás. Não há informações sobre o estado de saúde deles.

O Corpo de Bombeiros e duas ambulâncias do Serviço de Atendimento de Urgência de Luís Eduardo Magalhães foram acionados para a ocorrência.

g1 Bahia

Vinte e cinco casos de estupro foram registrados em 5 meses em Feira de Santana, segunda maior cidade da BA

De janeiro a março deste ano, cerca de um caso de estupro por semana foi registrado em Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, somente nos primeiros cinco meses do ano foram registrados 25 casos de estupro. Ao longo de todo o ano de 2022, foram 30 casos.

Dezessete casos de importunação sexual e seis de assédio sexual também foram registrados entre janeiro e maio.

Números parciais de junho indicam o registro de quatro casos de estupro, cinco de importunação sexual e um de assédio sexual.

Clecia Vasconcelos, titular da Delegacia Especial de Atendimento á Mulher (Deam) em Feira de Santana, afirmou que ainda há um receio das mulheres em prestar queixa contra estupro, mas que a Secretaria de Segurança Pública (SSP) se preocupa com esse tipo de situação.

A titular também falou sobre a pena de quem cometeu estupro, que é um crime grave.

As mulheres podem denunciar casos de violência através do telefone 180.

g1 Bahia

Júri popular de homem acusado de matar a ex-esposa na frente das filhas é marcado na Bahia

Está marcado para 8 de agosto o júri popular do homem acusado de matar Alessandra Souza Rios, assassinada em janeiro de 2022, na cidade de Ipirá, a cerca de 210 quilômetros de Salvador.

O acusado de cometer o crime é Luiz Carlos Ferreira da Silva, ex-companheiro da vítima. Ele não teria aceitado o fim do relacionamento.

Alessandra tinha 40 anos e foi morta a tiros na frente das filhas gêmeas do casal. Na ocasião, Luiz Carlos Ferreira da Silva também atirou contra uma de suas filhas e seus dois genros. Ele disse, em depoimento, que estava desorientado e não se recordava do crime.

De acordo com Matheus Biset, advogado que representa as vítimas, o Ministério Público (MP) denunciou Luiz Carlos pelos crimes de homicídio com duas qualificadoras: emboscada e feminicídio. Além disso, foi requerido aumento de pena pelo fato de o crime ter sido cometido na presença de descendente que, no caso, são as duas filhas.

Biset sinalizou ainda que o MP classificou o crime como tentativa de homicídio qualificado.

A defesa de Luiz Carlos solicitou recurso, mas o juiz acatou a recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) manteve a decisão.

g1 Bahia

Justiça federal da Bahia determina realização de obras para garantir segurança à BR-324

A Justiça Federal da Bahia determinou que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a ViaBahia (Concessionária de Rodovias) providenciem a inclusão de obras emergenciais na BR-324 no Programa de Exploração da Rodovia (PER).

As obras devem ser realizadas no trecho de acesso ao distrito de Terra Nova (KM 559,8) e no trecho urbano de Amélia Rodrigues, entre os quilômetros 545 e 546, local conhecido como "Sucão". A decisão é resultado de ação civil ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em junho do ano passado.

De acordo com a sentença, a ViaBahia Concessionária de Rodovias tem 30 dias para apresentar projetos executivos de obra tanto para o retorno operacional no Km 546+160 da BR-324, quanto para acesso ao município de Terra Nova, em substituição aos retornos irregulares nos Km 560 e 561.

A partir do recebimento da documentação, a ANTT tem o mesmo prazo para apreciar e aprovar os projetos, caso não identifique nenhuma objeção de ordem técnica.

Com isso, a concessionária deve dar início às obras indicadas em até 60 dias, no máximo, exceto se houver algum impedimento, que dever ser devidamente justificado. Em caso de descumprimento dos prazos, foi fixada multa de R$ 50 mil por dia ao ente responsável pelo atraso.

A ação do MPF foi ajuizada após apurações iniciadas em 2017, por cauda de denúncias de falta de infraestrutura no local. A investigação teve origem a partir de ofício da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que relatou a ocorrência reiterada de retornos indevidos pelo canteiro central da rodovia, resultando em acidentes fatais.

Em nota, a ViaBahia Concessionária de Rodovias informou que não foi intimada da sentença mencionada. A concessionária afirmou que foi iniciativa dela solicitar a inclusão das obras emergenciais na BR-324 nos processos que tramitam na ANTT.

g1 Bahia

Operação São João: 16 pessoas morreram em acidentes nas rodovias estaduais e federais da Bahia durante festejos juninos

A “Operação São João”, realizada entre quarta-feira (21) e segunda-feira (26) pelas polícias Rodoviária Estadual (PRE) e Rodoviária Federal (PRF), contabilizou 16 mortes em rodovias da Bahia.

Na estradas estaduais, a Polícia Rodoviária Estadual registrou 10 acidentes. O número apresenta um aumento de 11% em relação ao que foi contabilizado em 2022, no mesmo período.

De acordo com a PRE, seis acidentes ocorreram na BA-262, no trecho entre os municípios de Vitória da Conquista e Anagé, no sudoeste do estado. Duas mortes foram registradas durante a operação.

Em um dos casos, na BA-262, uma mulher foi atropelada por um micro-ônibus e morreu na hora. O nome da vítima e as causas do acidente não foram divulgadas.

Ainda conforme a PRE, foram realizadas mais de 300 autuações por excesso de velocidade, falta de documento e embriaguez. Além disso, cinco veículos com restrições de roubo foram recuperados.

Rodovias federais

Em relação às estradas federais que cortam a Bahia, os dados da PRF indicam que entre quarta-feira (21) e às 23h59 de segunda-feira (26), 14 pessoas morreram. Oito desses óbitos ocorreram na sexta-feira, 23 de junho, data onde os festejos para São João ocorrem com maior intensidade.

No total, a PRF registrou 71 acidentes. Destes, 22 foram acidentes graves, quando ocorrem, pelo menos, um óbito ou ferido gravemente. Além disso, 78 pessoas ficaram feridas. Quase dois mil veículos foram flagrados acima da velocidade durante a Operação São João.

Ainda de acordo com a PRF, foram fiscalizados 6.830 veículos e 8.118 pessoas, além de 4.668 autuações emitidas. Os agentes realizaram mais de 400 testes de bafômetro.

A operação contabilizou com 49 ocorrências policiais com 42 pessoas detidas por diversos crimes. Nove veículos roubados ou furtados foram recuperados, além da apreensão de quase 24 quilos de drogas, três armas de fogo, 17 munições e 68 comprimidos de anfetaminas.

Fonte: g1/BA

Grupo é sequestrado; uma pessoa foi morta espancada e outra está desaparecida

Cinco pessoas foram sequestradas na frente de uma casa, na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia. Segundo a Polícia Civil, três delas foram liberadas, uma delas foi encontrada morta e outra está desaparecida.

De acordo com o delegado Moisés Damasceno, coordenador da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), o grupo estava no bairro Itapuã, quando foi abordado pelos criminosos.

"Trata-se de uma ação de uma facção criminosa daqui do município de Eunápolis, que estava fazendo uma espécie de 'blitz' no bairro Itapuã, quando encontrou esse pessoal em uma casa, levou esse grupo de pessoas para determinada área de vegetação, no fundo do Parque da Renovação", disse o delegado.

Segundo Moisés Damasceno, as testemunhas contaram que os suspeitos perguntaram se alguma das pessoas tinham envolvimento com um grupo rival.

"Durante as buscas, eles identificaram que uma das vítimas tinha um parentesco com um outro indivíduo, que por eles eram considerados um 'alemão', ou seja, rival da facção criminosa que estava praticando o fato", apontou o coordenador da 23ª Coorpin.

A vítima que morreu foi identificada como Carlos Eduardo. Ele era morador de Santa Cruz Cabrália e teve o corpo liberado do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Eunápolis.

A Polícia Civil procura a pessoa que está desaparecida.

Fonte: g1 Bahia

Idoso é detido em flagrante por perseguir adolescente de 13 anos em shopping da Bahia

Um idoso de 73 anos foi autuado em flagrante, na noite de segunda-feira (26), pelo crime de perseguição, conhecido como "stalking", cometida contra uma adolescente de 13 anos, em um shopping localizado no bairro da Barra, em Salvador.

De acordo com as investigações da Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Criança e o Adolescente (Dercca), o suspeito olhou de modo "lascivo" para a garota, acenou em convite e, em seguida, passou a segui-la.

A Polícia Civil informou que não foi arbitrada fiança e que o idoso está à disposição da Justiça.

A Polícia Militar afirmou que agentes da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar 9CIPM) foram acionados no início da noite por causa de informações de que a adolescente estaria sendo assediada dentro do shopping. A segurança do centro comercial conteve o suspeito, que foi reconhecido pela vítima, e ele foi levado pelos policiais para a Dercca.

g1 Bahia

Mandados de prisão temporária e busca e apreensão são cumpridos em 2ª fase da operação contra tráfico de drogas na BA e PE

Dois mandados de prisão temporária e dois de busca e apreensão são cumpridos na manhã desta terça-feira (27), nos estados da Bahia e Pernambuco, durante a 2ª fase de uma operação contra um grupo criminoso especializado em tráfico de drogas

Segundo a Polícia Federal, a Operação Astreia 2 conta com a participação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), do Ministério Público da Bahia (MP-BA), e da Polícia Militar da Bahia.

A PF informou que representou por novos mandados, em Juazeiro, no norte do estado, a partir dos desdobramentos ocorridos durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão da primeira fase, no dia 20 de junho, por causa da análise de parte do material apreendido e de novas investigações policiais.

Objetivos da nova fase da operação ASTREIA 2:

Cumprimento de dois mandados de busca e apreensão;
Cumprimento de dois mandados de prisão temporária de novos membros do grupo investigado especializado em tráfico de drogas para os estados da Bahia e Pernambuco.
Desde as primeiras horas da manhã, cerca de 16 policiais federais cumprem os mandados. Foi deferido, ainda, o sequestro de bens e bloqueio de valores de dois novos investigados.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações revelaram a conexão do grupo com uma série de delitos, dentre eles tráfico de drogas, tráfico de armas e homicídios, e que causaram aumento significativo da violência local.

Mesmo após a deflagração da primeira fase da operação policial, o grupo teria mantido a prática de novos crimes.

g1 Bahia

Jornalistas suspeitos no caso do suposto 'golpe do pix' em emissora de TV na BA são indiciados

Dois jornalistas suspeitos de envolvimento em um suposto esquema de fraudes, por meio de doações por pix em uma emissora de televisão de Salvador, foram indiciados, nesta terça-feira (20), pelos crimes de estelionato, associação criminosa e lavagem de dinheiro. Além dos jornalistas, um amigo de infância de um deles também foi indiciado.

O titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Estelionato por Meio Eletrônico (DreofCiber), delegado Charles Leão, afirmou que não é necessária a solicitação de prisão preventiva neste momento.

Em nota, a defesa dos jornalistas suspeitos afirmou que as declarações feitas pelo delegado Charles Leão "não representam integralmente a complexidade dos fatos, tampouco a verdade apresentada pelos meus clientes desde o princípio".

De acordo com as investigações, as possíveis fraudes estão relacionadas ao uso de pix em campanhas de arrecadações de doações para pessoas em estado de vulnerabilidade social. A chave pix divulgada no ar seriam dos suspeitos que fazem parte do golpe.

O suposto golpe veio à tona no dia 10 de março, através das redes sociais. Segundo a Polícia Civil, 61 pessoas já foram ouvidas além de análises de documentos.

Marcelo Castro e Jamerson Oliveira, jornalistas suspeitos de envolvimento no golpe, prestaram depoimento no dia 18 de maio na Delegacia de Estelionato e Outras Fraudes (Dreof).

Procurada pela produção da TV Bahia, a TV Record Itapoan informou que apurou os fatos e tomou todas as medidas legais cabíveis para o caso.

g1 Bahia

Instalação de postes termina com um morto e sete feridos após descarga elétrica na Bahia

Um homem morreu e outras sete pessoas ficaram feridas por causa de uma descarga elétrica, nesta terça-feira (20), em Senhor do Bonfim, no norte da Bahia. De acordo com a Neonergia Coelba, o acidente aconteceu durante o serviço de instalação de postes exclusivos de iluminação pública, que é realizado pela prefeitura.

A vítima que veio a óbito foi identificada como Tarcísio Domingos de Souza, de 19 anos. Ele foi socorrido e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas chegou ao local sem vida. Todas as outras vítimas atingidas pela descarga elétrica são homens.

Os feridos são:

Marcos Vinicius da Silva Leal - 22 anos
Jivanildo de Jesus Costa - 47 anos
Bento Gilmar - 52 anos
André Santos Santana - 30 anos
João Vitor Santos de Araújo - 22 anos
Micael dos Santos Andrade - 27 anos
Leandro de Souza Veiga - 39 anos

A prefeitura informou que dois feridos foram transferidos para a UTI do Hospital Regional de Senhor do Bonfim e outros cinco seguem em observação na UPA com estado de saúde estável.

Em imagens encaminhadas à produção da TV Bahia após o acidente, é possível identificar quatro pessoas no chão. Em outro vídeo, socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atendem vítimas enquanto uma multidão observa.

Em nota, a Coelba informou que a responsabilidade de implantação e operação da instalação dos postes não é da empresa. A distribuidora relatou que a "descarga foi provocada devido à aproximação indevida de uma estrutura metálica com a fiação".

A Coelba disse também que nenhum profissional da empresa realizava o serviço no momento do incidente.

A empresa informou que profissionais foram encaminhados ao local e verificaram que a rede elétrica está íntegra e segue padrões técnicos previstos pela legislação do setor.

A Prefeitura de Senhor do Bonfim emitiu uma nota de pesar sobre o acontecido. O órgão informou que os trabalhadores realizavam a obra de reurbanização da Avenida Antônio Laurindo e prestavam serviço à empresa contratada.

A prefeitura também relatou que adota todas as medidas cabíveis e apura os fatos e as responsabilidades dos envolvidos, através de processo administrativo competente. Além disso, o órgão informou que presta todo apoio às vítimas e suas famílias.

g1 Bahia

Monitor da Violência: Bahia é o estado com maior número de mortes violentas no primeiro trimestre de 2023

A Bahia é o estado que registrou o maior número de mortes violentas no primeiro trimestre de 2023. Entre janeiro e março deste ano, 1.289 pessoas morreram em casos de feminicídios, homicídios dolosos, latrocínios ou lesões corporais seguidas de morte.

Os dados fazem parte do Monitor da Violência, índice nacional de homicídios criado pelo g1, com base em informações oficiais dos 26 estados e o Distrito Federal. O levantamento foi divulgado nesta terça-feira (20).

Apesar do número alto, a quantidade de mortes violentas do primeiro trimestre diminuiu quase 3% em relação ao mesmo período de tempo em 2022, quando foram registradas 1.328.

Ainda de acordo com o órgão, o número de feminicídios também diminuiu cerca de 13% nos primeiros seis meses do ano: são 39 casos, contra 45 no mesmo período do ano anterior. Os índices em queda tem relação direta com a nova diretriz de integração das forças policiais.

Apesar disso, o órgão não detalhou o número de assassinatos por mês, nem divulgou os detalhes sobre os crimes.

Segundo o advogado especialista em Segurança Pública, Luiz Henrique Requião, a liderança no ranking de assassinatos no país é a junção de uma série de fatores, entre eles a desigualdade social.

Segundo Luiz Henrique, a desigualdade social é a motivação para muitas pessoas entrarem no tráfico de drogas, um crime que muitas vezes "anda junto" com latrocínio e homicídios, por exemplo.

Um outro agravante do número de assassinatos são os feminicídios, casos que têm sido recorrentes na Bahia. Para o advogado, a quantidade de casos se deve a dois fatores: a conscientização das mulheres e o entendimento do que é o crime de feminicídio.

g1 Bahia

Capim Grosso: mulher invade casa de idoso e rouba R$ 10 mil, mas é reconhecida por câmera e presa

Uma mulher invadiu a casa de um idoso na manhã desta quinta-feira (15/6), em Capim Grosso, cidade a cerca de 62 quilômetros de Jacobina, e roubou R$ 10.500,00 da vítima. O crime ocorreu enquanto o idoso almoçava na cozinha de sua residência.

De acordo com informações, o crime foi percebido pelos familiares do idoso assim que eles notaram que alguém havia entrado na casa e o dinheiro havia sido levado. Imediatamente, eles buscaram as imagens das câmeras de segurança instaladas na rua e conseguiram identificar a suspeita do crime.

Fotos e vídeos da mulher foram compartilhados nas redes sociais pelos parentes do idoso, que buscavam ajuda para localizá-la. Em pouco tempo, graças à colaboração dos moradores, a suspeita foi identificada e sua localização foi indicada.

A Polícia Militar, acionada pela população, prontamente se dirigiu ao local indicado e efetuou a prisão da mulher. Segundo relatos de populares, a suspeita é moradora da cidade de Mairi e estava residindo há pouco tempo no bairro Sacramento, em Capim Grosso.

Durante a abordagem, a polícia recuperou parte do valor roubado, que estava em posse da suspeita. Além do dinheiro, foram encontrados também documentos e cartões pertencentes ao idoso que haviam sido levados pela mulher.

A ação rápida da comunidade e da Polícia Militar foi fundamental para a prisão da suspeita e a recuperação de parte do dinheiro e dos pertences do idoso. Agora, as autoridades seguirão com as investigações para esclarecer todos os detalhes do ocorrido e tomar as medidas cabíveis.

Fonte: FR Notícias

Dois trabalhadores morrem eletrocutados em zona rural na Bahia

Dois homens morreram na manhã desta quinta-feira, 15, em Serrinha. O acidente ocorreu no povoado da Camiranga.

Informações preliminares dão conta que os homens estariam realizando um trabalho de entrega de postes numa caçamba na referida comunidade quando foram atingidos por uma descarga elétrica após o material encostar na fiação.

Uma vítima morreu no local, e a outra pessoa chegou a ser levada para o Hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

As identidades das vitimas não haviam sido divulgadas até a publicação deste reportagem.

Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) local.

Fonte: Infoserrinha

Baianos são resgatados de situação semelhantes à escravidão no Espírito Santo

De acordo com a TV Gazeta, filiada da Globo no Espírito Santo, todos os trabalhadores resgatados são da cidade baiana de Aratuípe, a 54 km de Salvador. Os 14 trabalhadores, que chegaram na cidade no dia 22 de maio, foram encontrados em ambiente considerado insalubre e inabitável. A previsão da estadia na fazenda era até o final de julho.

Em entrevista, os trabalhadores afirmaram terem sido enganados pelo empregador, que tinha prometido um alojamento e o pagamento de R$ 25 por saca.

"Prometeram um alojamento já com colchão, beliche e tudo para a gente. Era uma casa para todo mundo, alguns grupos dormiam em cada cômodo. Prometeram R$ 25 por saca, chegando lá foi R$ 23. E o transporte foi descontado das nossas quinzenas e a alimentação. Quem quisesse ir embora não podia, porque sempre estava devendo."

O MTE ainda informou que o empregador descontava do salário dos trabalhadores o valor das passagens da Bahia para Nova Venécia, e proibia que eles voltassem para casa. Os trabalhadores voltaram para a Bahia na tarde da última quarta (14). Cada um irá receber R$ 46 mil, além de ter direito a três parcelas do seguro-desemprego.

Fonte: Varela Net

Operação policial termina com 162 presos no interior da Bahia

A 9ª fase da Operação Unum Corpus, nesta quinta-feira (15), foi finalizada com a prisão de 162 suspeitos, informou a Polícia Civil. A ação aconteceu em centenas de cidades do interior da Bahia, conduzida pelo Departamento de Polícia do Interior (Depin). A polícia ainda apreendeu 253 kg de drogas, entre maconha, cocaína e crack. A estimativa é que isso cause prejuízo de R$ 1,5 milhão ao tráfico de drogas.

Foram cumpridos 116 mandados de prisão e houve outras 42 prisões em flagrante. Três adolescentes foram apreendidos por atos infracionais. A ação apreendeu, além da droga, 48 armas e dez veículos com restrição. 149 mandados de busca e apreensão foram realizados.

Só na região da Costa do Descobrimento foram presas 11 pesoas e foram apreendidos armas, munições, pedras de crack e mais de 248 kg de maconha.

“Mais uma vez nossas equipes deram um show de empenho e compromisso e realizaram mais uma varredura no interior do estado, tirando de circulação diversos criminosos de alta periculosidade. Seguimos firmes, para fazer um São João de paz na Bahia”, disse a diretora do Depin, delegada Rogéria Araújo.

Nas nove fases da Operação Unum Corpus, 889 pessoas foram presas em centenas de cidades do interior da Bahia. Os presos são acusados de vários crimes, como homicídios, crime contra o patrimônio e tráfico de drogas.

Fonte: Correio 24h

Informações Adicionais