A Revolução Digital da TV Bahia chegou em Baixa Grande: Uma Experiência Incomparável

A Prefeitura Municipal de Baixa Grande, por meio da Secretaria Municipal de Administração Geral, concretizou um anseio antigo da população local ao disponibilizar o sinal digital de televisão. Com essa revolução tecnológica, os moradores de Baixa Grande agora podem desfrutar de uma qualidade de imagem superior, livre de tremores e remasterizada, proporcionando uma experiência excepcional aos entusiastas da programação da TV Bahia.

A cidade de Baixa Grande acaba de dar um passo importante para garantir que seus residentes não percam nenhum detalhe dos acontecimentos locais e globais. O sinal digital da TV Bahia chegou, sintonizando-se no Canal 12.1 e oferecendo uma experiência de imagem e som verdadeiramente incríveis. Este avanço tecnológico representa mais do que apenas uma melhoria na qualidade de transmissão; ele é um convite para mergulhar em um mundo de informações e entretenimento com nitidez e qualidade incomparáveis.

Uma Nova Era da TV em Baixa Grande!

O advento do sinal digital da TV Bahia marca o início de uma nova era da televisão em Baixa Grande. Os dias de imagens distorcidas, interferências e som de baixa qualidade são agora coisa do passado. A transição para o sinal digital traz uma qualidade de imagem cristalina, cores mais vibrantes e um som imersivo que faz com que você se sinta parte do que está assistindo. Essa melhoria na qualidade de transmissão torna cada programa, notícia ou evento ainda mais envolvente e agradável.

Fique por Dentro do Mundo com Qualidade e Nitidez;

Com o sinal digital da TV Bahia, você terá a oportunidade de se manter atualizado com tudo o que acontece na Bahia, no Brasil e no mundo. Os detalhes e nuances dos programas de notícias, documentários e eventos esportivos são agora perceptíveis como nunca antes. Seja você um entusiasta de esportes, amante da cultura ou interessado em notícias globais, a qualidade e nitidez incomparáveis do sinal digital o manterão envolvido e informado.

Não Deixe Escapar Nenhum Momento Especial!

A vida é repleta de momentos especiais que merecem ser lembrados e celebrados. Com o sinal digital da TV Bahia, você nunca mais perderá esses momentos. Desde momentos emocionantes nos esportes até shows incríveis e eventos culturais, o novo padrão de qualidade garantirá que você aproveite ao máximo cada experiência na tela. Não deixe escapar nenhum momento especial; sintonize no Canal 12.1 e viva essas experiências de forma intensa e inesquecível.

O sinal digital da TV Bahia representa não apenas uma melhoria na qualidade de transmissão, mas também o futuro da televisão em Baixa Grande. Ele abre as portas para uma infinidade de possibilidades, incluindo programação interativa, serviços sob demanda e uma experiência de visualização personalizada. Portanto, aproveite essa emocionante novidade e abrace o futuro da TV com sinal digital em Baixa Grande. Sintonize no Canal 12.1 e faça parte desta revolução digital que está transformando a maneira como vivemos e desfrutamos da televisão.

Prefeitura Municipal de Baixa Grande.

Governo, Competência, Trabalho e Desenvolvimento!

Mulher morre atropelada por carro dirigido por adolescente de 13 anos na Bahia; garoto pegou veículo sem autorização da mãe

Uma mulher de 46 anos morreu após ser atropelada por um carro dirigido por um adolescente de 13 anos na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Segundo a Polícia Civil, o garoto pegou o veículo sem a autorização da mãe.

O caso aconteceu na tarde de quarta-feira (4), no bairro Phoc III. A vítima foi identificada como Aparecida Evangelista dos Santos.

Informações iniciais apontam que o adolescente é vizinho da vítima. Ele teria tentado tirar o carro da garagem quando perdeu o controle da direção do veículo após dar ré e atropelar Aparecida Evangelista.

A Polícia Civil informou que foi registrado um auto de investigação de ato infracional, na 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari).

g1 Bahia

Ex-funcionária de loja na BA denuncia gerente por racismo após ser chamada de 'negra cor de disco'

Uma vendedora denunciou a gerente de uma loja de roupas esportivas por racismo em Mata de São João, destino turístico da Bahia que fica na Região Metropolitana de Salvador. A denúncia foi feita depois que um áudio, onde a suspeita faz críticas ao cabelo da vítima, passou a circular nas redes sociais. Na gravação, a mulher caracteriza o cabelo da vítima como "cabelo de negro" que passou "ferro".

A vendedora Vanessa Santos Ribeiro, de 26 anos, trabalhou entre 2021 e 2022 na loja localizada em Praia do Forte, destino turístico do litoral norte e que recebe diversos turistas. No final do ano passado, ela foi demitida e disse que não recebeu explicações sobre o motivo da demissão.

O áudio em que a gerente fala sobre o cabelo dela e de outra funcionária, que não teve o nome divulgado, foi gravado em 4 de setembro deste ano, por uma terceira funcionária que não quis se identificar.

Na conversa, a suspeita cita a ex-funcionária para falar sobre o cabelo dela.

Durante o áudio, a suspeita fala sobre duas pessoas: Vanessa, que não é mais funcionária da loja, e uma outra mulher, que não teve o nome divulgado. Na conversa, fica subentendido que a segunda mulher citada trabalha no estabelecimento.

A funcionária que participa da conversa rebate que o cabelo da outra vendedora, que usa black power, é "desse jeito mesmo" e que acha bonito. Ela ainda explica que nem todos os cabelos de pessoas negras têm cachos definidos.

Quando ouviu o áudio gravado pela colega pela primeira vez, Vanessa disse que ficou arrasada. Durante os seus 26 anos de vida, ela afirma que essa foi a primeira vez foi vítima de racismo de forma tão direta.

O racismo também era direcionado aos clientes negros que entravam no estabelecimento. As falas preconceituosas eram ditas nos bastidores e associavam a cor e condição financeira.

g1 Bahia

Sem banheiro e em alojamento sujo, funcionários de fazenda são resgatados em situação similar a de escravo na BA

Dois funcionários que estavam em situação de trabalho semelhante a escravidão foram resgatados em uma fazenda em Medeiros Neto, no extremo sul da Bahia. O resgate ocorreu na quinta (26), mas a informação foi divulgada nesta segunda-feira (2) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

As vítimas atuavam na pecuária e cumpriam jornadas exaustivas de trabalho. As horas não foram detalhadas. Elas não eram pagas corretamente e não tinham carteira de trabalho assinada. Além disso, o alojamento em que elas viviam não tinha banheiro ou chuveiro e apresentava péssimas condições de conservação e limpeza.

A operação de resgate contou também com equipes da Defensoria Pública da União (DPU), da Superintendência Regional do Trabalho e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os dois homens receberam auxílio da assistência social do município, onde receberam alojamento, alimentação e suporte de saúde.

Um dia depois do resgate, na quinta-feira (27), eles receberam do dono da fazenda o pagamento de toda a verba rescisória calculada pelos auditores fiscais do Trabalho. Também foram providenciados os documentos para que eles recebam o seguro-desemprego especial por três meses, período em que serão assistidos para recolocação de forma digna no mercado de trabalho.

Além disso, o dono da fazenda assinou com o Ministério Público do Trabalho e a Defensoria Pública da União um documento onde se compromete a cumprir rigorosamente a lei trabalhista na contratação de empregados.

Durante a inspeção, foram encontradas irregularidades envolvendo outros três empregados da mesma propriedade rural, que também foram beneficiados no termo de ajuste de conduta. Embora esses trabalhadores sofressem com outras irregularidades, não viviam situação de degradação que pudesse levar à configuração de trabalho semelhante ao escravo.

Segundo o MPT-BA, os valores pagos não foram divulgados para preservar a integridade das vítimas, que vivem em situação de vulnerabilidade social.

g1 Bahia

Moradores afirmam ter medo de sair de casa por causa de assaltos e homicídios em cidade na BA

Moradores do Conjunto Reserva do Parque, em Feira de Santana, relatam rotinas de insegurança e medo no residencial neste ano. Por causa dos assaltos constantes e até homicídios nas ruas do condomínio, os moradores revelam ter medo de sair de casa a partir do final da tarde.

Além disso, segundo os moradores, ônibus, vans e motoboys se recusam a circular no local à noite, dada a insegurança na região.

Os relatos são de que homens chegam em grupos de 15, armados, se dividem e abordam os moradores na localidade. Os moradores, que têm medo de se identificar, dizem que todos já foram vítimas ou testemunharam ocorrências. Além disso, a partir das 16h, muitos evitam sair de casa, por medo.

Os moradores dizem, inclusive, que motoristas de ônibus e vans avisaram que não vão circular na região depois das 18h por medo dos criminosos. A prefeitura de Feira de Santana foi procurada e nega que tenha ocorrido a suspensão da circulação de ônibus no Conjunto Reserva do Parque.

Na noite de quarta-feira (27), um ônibus foi assaltado na região do condomínio e o motorista e passageiros tiveram os bens levados na ação, mas ninguém ficou ferido.

Em nota, a empresa São João, responsável pela linha que circula no local, disse lamentar o ocorrido e que a empresa está tomando as medidas legais a respeito do fato e informando as autoridades competentes.

De acordo com as testemunhas, a polícia circula no residencial, mas não localiza os criminosos. Quem vive no local argumenta que há um matagal na região, que seria usado como esconderijo durante as rondas policiais.

Os moradores expõem uma rotina de medo e trauma por causa da insegurança. O maior medo deles é serem vítimas dos homicídios que seriam frequentes no bairro.

g1 Bahia

Do oeste da Bahia à Chapada Diamantina: mais de 150 cidades podem ser atingidas por onda de calor no estado entre elas Baixa Grande

Os moradores de mais de 150 cidades baianas devem sentir os efeitos da onda de calor que atinge o Brasil entre esta quarta (27) e sexta-feira (29). Um alerta de perigo nas localidades foi emitido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) nesta quarta-feira.

De acordo com o instituto, as temperaturas ficarão 5ºC acima da média nessas cidades, que em sua maioria, ficam nas regiões oeste e norte do estado, como Bom Jesus da Lapa e Juazeiro, respectivamente.

Bom Jesus da Lapa, inclusive, foi uma das 24 cidades que entrou na lista das maiores temperaturas registradas no Brasil durante o ano. Na terça-feira (26), os termômetros registraram 41,6° C.

Algumas localidades da Chapada Diamantina, como Lençóis, Palmeiras e Mucugê, também serão afetadas pela onda de calor. Na região, a temperatura pode chegar a 36ºC na quinta-feira (28).

Além do calor, os moradores dessas cidades ainda enfrentarão outro problema: a baixa umidade relativa do ar. De acordo com o Inmet, a umidade deve variar entre 20% e 12%, o que é considerado abaixo do ideal.

A baixa umidade pode causar riscos de incêndios florestais, além de problemas de saúde, como ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

g1 Bahia

Em meio a onda de violência na BA, governador se reúne com secretário nacional de segurança pública para discutir medidas

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, se reuniu com o secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Francisco Tadeu de Alencar, nesta quarta-feira (27), em Salvador, para discutir ações de combate a violência no estado. O encontro aconteceu em meio a onda de violência na Bahia, que registrou mais de 50 mortos em confrontos policiais apenas em setembro.

Apesar do anúncio da integração da segurança e do encontro entre gestores, não foram detalhadas as demais ações de segurança que poderão ser planejadas e implantadas na Bahia.

A reunião desta quarta aconteceu no Centro de Operações e Inteligência (COI) da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Além de Jerônimo Rodrigues, participaram do encontro os secretários estaduais de Segurança Pública, Marcelo Werner, e de Justiça e Direitos Humanos, Felipe Freitas.

Nos últimos dias, o governador tem se reunido com secretários e até mesmo com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para discutir a questão da violência na Bahia.

No mês de agosto, um acordo entre a SSP-BA e a PF foi assinado, e assim surgiu a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO), dos governos estadual e federal, com o objetivo de reforçar o combate a grupos criminosos. O prazo de vigência do pacto é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período.

Desde então, ações integradas estão sendo realizados e policiais federais e veículos blindados de Brasília foram entregues no estado. Apesar disso, governador, secretário da SSP e até o ministro Flávio Dino descartam intervenção federal.

Durante a reunião desta quarta-feira, o titular da Senasp afirmou que a diretriz é que o Governo da Bahia trabalhe em conjunto com o Governo Federal.

g1 Bahia

Menina de 11 anos faz aborto legal após ser estuprada pelo padrasto na BA; suspeito foi preso

Uma menina de 11 anos passou por uma aborto legal após ser estuprada pelo padrasto, um homem de 54 anos, na cidade de Casa Nova, no norte da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, os abusos foram descobertos após a menina ser internada com suspeita de apendicite e o homem foi preso nesta quarta-feira (20).

Ao chegar no hospital, foi constatado que a criança estava grávida de 10 semanas. Ela era vítima de abuso sexual, violência física e psicológica há um ano.

O aborto legal é um procedimento de interrupção de gestação autorizado pela legislação brasileira e que deve ser oferecido gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É permitido nos casos em que a gravidez é decorrente de estupro, quando há risco à vida da gestante ou quando há um diagnóstico de anencefalia do feto.

O suspeito foi interrogado e encaminhado para realização do exame de corpo de delito. Ele será encaminhado para o Conjunto Penal de Juazeiro, cidade que também fica no norte do estado.

g1 Bahia

Dois homens são presos pela Polícia Federal em operação na Bahia contra compartilhamentos de conteúdos de abusos sexuais na internet

Dois homens foram presos durante uma operação da Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (21), em Ilhéus, cidade do sul da Bahia, contra suspeitos de compartilhar conteúdos de abusos sexuais na internet. Oito mandados de busca e apreensão são cumpridos em três cidades do sul do estado e na capital de São Paulo.

Segundo a PF, o objetivo da operação “Operação Protetores da Infância” é combater o armazenamento e distribuição de arquivos, imagens e vídeos com conteúdo relacionado ao abuso sexual infantojuvenil nas redes sociais.

Os mandados de busca e apreensão foram pedidos pela Delegacia da Polícia Federal de Ilhéus, aceitos pela Justiça Federal e são cumpridos nos municípios de de Ilhéus, Itabuna, Presidente Tancredo Neves e na capital paulista.

Os crimes investigados – armazenamento e divulgação de imagens e vídeos relacionados ao abuso sexual infantojuvenil – preveem penas que podem chegar a mais de 6 de anos de reclusão e multa.

A PF informou que as investigações foram baseadas em um trabalho de inteligência que identificou usuários que utilizam redes sociais, serviços de e-mail e de armazenamento de arquivos para distribuir o conteúdo com cenas de abuso pela internet.

Com a continuidade das investigações nos inquéritos policiais, após análise pericial do material apreendido e depoimentos dos envolvidos, será apurado a participação de cada um dos investigados nos crimes de armazenamento, transmissão, publicação de material relacionado ao abuso sexual infantojuvenil, ou em outras práticas criminosas.

Informações relacionadas a crimes de pornografia infantil ou outros crimes podem ser repassadas à Polícia Federal para investigação. Em Ilhéus, o número do telefone/WhatsApp é o (71) 99258-0158 e o endereço de e-mail é o O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Durante a denúncia, as pessoas têm a garantia de preservação da identidade pela Polícia Federal.

g1 Bahia

Baixa Grande - Valorizando a Saúde: Implantação do Piso Nacional para Profissionais da Enfermagem

 

Compromisso com a saúde e valorização dos profissionais em Baixa Grande, Bahia. Em um importante passo em direção à valorização da saúde e dos profissionais da área, o município de Baixa Grande, na manhã de hoje na sessão da Câmara Municipal de Baixa Grande Bahia, anuncia uma iniciativa crucial. No dia 15 de setembro de 2023, o prefeito Gilvan Rios da Silva sancionou a Lei Municipal n°. 470, que autoriza a implantação do Piso Nacional para Enfermeiros, Técnicos de Enfermagem, Auxiliares de Enfermagem e Parteiras.

Essa decisão, alinhada com a Lei Federal n° 14.434 de 2022, é um marco significativo para a saúde da comunidade e o reconhecimento dos profissionais que desempenham um papel vital em nossas vidas. Os recursos para esta iniciativa virão de um crédito especial em favor do Ministério da Saúde, garantindo que a qualidade dos serviços de saúde continue a crescer em Baixa Grande.

É importante ressaltar que as despesas decorrentes dessa legislação estão condicionadas ao repasse financeiro do Governo Federal, de acordo com a Lei Federal n° 14.581 de 2023. Isso assegura que a implementação do Piso Nacional seja sustentável a longo prazo, garantindo o bem-estar dos profissionais da saúde e, por extensão, de toda a população de Baixa Grande.

O Poder Executivo está comprometido em regulamentar esta lei nos próximos 90 dias, demonstrando agilidade e dedicação para concretizar esse importante avanço.

Além disso, a boa notícia é que os efeitos financeiros são retroativos a maio de 2023, o que significa que os profissionais da saúde em Baixa Grande receberão os benefícios que merecem.

Baixa Grande está empenhada em promover um ambiente saudável e valorizar aqueles que cuidam da nossa saúde diariamente. Esta ação é um passo em direção a um futuro mais brilhante e saudável para todos os cidadãos.

Junte-se a nós nessa jornada em direção a uma saúde melhor e profissionais da saúde mais valorizados em Baixa Grande, Bahia. Vamos construir um futuro mais saudável juntos!

ASCOM - Prefeitura Municipal de Baixa Grande.

Governo - Competência, Trabalho e Desenvolvimento!

PF e mais 4 homens morrem em operação na Bahia; suspeitos se escondem em mata, diz governo

Um policial federal e quatro homens morreram em um confronto durante uma operação na manhã desta sexta-feira (15), na região de Valéria, em Salvador. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), outros dois agentes (um da Polícia Federal e outro da Civil) ficaram feridos.

O policial Lucas Monteiro Caribe chegou a ser socorrido com os outros dois agentes (um da Polícia Civil e outro também federal) para o Hospital Geraldo Estado (HGE), na capital baiana, mas chegou à unidade sem vida. Não há detalhes sobre o estado de saúde dos outros policiais.

De acordo com a SSP-BA, os quatro homens que morreram são suspeitos de fazer parte do grupo criminoso que trocou tiros com os policiais. Dois morreram no momento do tiroteio e os outros horas depois, em uma região de matagal, entre os bairros de Valéria e Rio Sena, durante a fuga.

Desde agosto, a Polícia Federal participa de operações na Bahia como parte de um acordo de cooperação entre o governo estadual e federal para reprimir a criminalidade no estado.
De acordo com a secretaria da segurança da Bahia, um grupo criminoso está escondido em uma região de mata fechada, do bairro periférico da capital baiana.

Valéria fica em um ponto considerado estratégico para o tráfico de drogas e é palco de constantes confrontos entre facções criminosas de atuação local e nacional. Ele fica em uma região que margeia duas rodovias, a BR-324 e a BA-528, conhecida como Estrada do Derba, onde ocorre a operação desta sexta. Além disso, a localidade está em um dos limites de Salvador, próximo ao município de Simões Filho, e têm uma extensa área de matagal.

A "Operação Fauda" é feita pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) e da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). Os suspeitos morreram no local da troca de tiros.

g1 Bahia

Profissionais de enfermagem voltam a protestar por pagamento do piso salarial na Bahia

Profissionais de enfermagem voltaram a protestar no início da tarde desta quinta-feira (14), na frente da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que fica no bairro do Comércio, no Centro de Salvador. A categoria pede o pagamento da Lei do Piso Salarial e o ato causa congestionamento na região.

No início do mês, os profissionais já tinham feito uma manifestação no local. Na oportunidade, o governo da Bahia anunciou que o valor devido será pago para a categoria na folha salarial do mês de setembro, mas em relação aos servidores e funcionários municipais, o repasse foi feito pelo MS diretamente para as prefeituras que implantaram o piso para os profissionais.

Segundo informações da Secretaria de Gestão (Semge), por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), cabe à União fazer a complementação financeira aos municípios e estados para que façam o repasse aos profissionais de saúde e às entidades sem fins lucrativos que atendem a, pelo menos, 60% de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a Semge, em 23 de agosto deste ano, o Ministério de Saúde fez o repasse indicando o valor individual que cada servidor deveria receber. No dia 31 deste mês, a Prefeitura de Salvador efetuou o repasse na forma indicada pela União.

A Semge informou que mantém uma agenda regular de reuniões com a representação sindical da categoria, com perspectiva de criar um grupo de trabalho com agentes da prefeitura e do próprio sindicato.

A Prefeitura de Salvador, através da sua Secretaria de Gestão, informou que continua em permanente diálogo com os profissionais, para acolher e sanar as dúvidas da categoria sobre o repasse e o cálculo do auxílio financeiro da União.

g1 Bahia

Aposentados são vítimas de golpe na Bahia e prejuízo chega a R$ 35 mil

Três idosos, já aposentados, foram alvos de um golpe financeiro na comunidade de Itatingui, no município de Arataca, região sul da Bahia. Estelionatários se passaram por funcionários de um banco e pegaram os dados pessoais das vítimas para realização de empréstimos ilegais. O prejuízo das três vítimas chega a R$ 35 mil. As informações são da Polícia Civil, que investiga os casos.

Uma das vítimas, um aposentado de 63 anos, disse que os estelionatários foram até a residência dele e ofereceram serviços bancários. O homem informou que teve os documentos adulterados.

O idoso contou ainda que a situação aconteceu em agosto deste ano, mas ele só percebeu que tinha caído em um golpe na última semana, porque os estelionatários fizeram um empréstimo no nome dele no valor de R$ 14 mil.

Já a esposa dele, perdeu toda aposentadoria do mês e ainda foi feito um empréstimo de R$ 18 mil com os dados dela.

Outra idosa, vítima de estelionato, disse que não quis fazer um empréstimo, mas aceitou abrir uma nova conta bancária com os criminosos. Eles tiveram acesso aos documentos pessoais dela e praticaram o golpe.

Dois homens e uma mulher são suspeitos de praticarem o estelionato. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Izael Fiterman, eles fazem um assinatura virtual e a partir daí realizam contratações novas em nome do idoso.

O delegado ainda fez um alerta para que os cidadãos não caíam no golpe e disse que os criminosos também estão agindo em outras cidades da região.

g1 Bahia

Baixa Grande celebra o Setembro Amarelo com palestra inspiradora e atividades de conscientização

Hoje, 14 de setembro, a cidade de Baixa Grande testemunhou um evento marcante em sua Escola Municipal Adenias Rodrigues. Sob o brilhante céu matutino, a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Educação, Esporte, Cultura e Lazer uniram esforços para trazer conscientização e esperança à comunidade durante o Setembro Amarelo.

O coração da cidade pulsou mais forte quando o renomado Dr. Chad Daniel subiu ao palco. Sua palestra, intitulada "Todos pela Vida", ecoou nas mentes e nos corações daqueles que se reuniram para ouvir suas palavras inspiradoras. Com conhecimento e compaixão, o Dr. Daniel abordou temas cruciais relacionados à saúde mental e à valorização da vida, deixando um impacto duradouro em todos os presentes.

À tarde, a Escola Municipal se iluminou novamente com a mesma mensagem de esperança. Os turnos matutino e vespertino juntaram-se para criar uma onda de apoio à vida e à conscientização. O Setembro Amarelo em Baixa Grande não apenas trouxe luz à escuridão, mas também solidificou a ideia de que, juntos, todos podem fazer a diferença. Este dia especial deixou uma lembrança profunda na comunidade, lembrando a todos que a vida é um tesouro a ser valorizado e compartilhado.

 

ASCOM - Prefeitura Municipal de Baixa Grande.

Governo - Competência, Trabalho e Desenvolvimento!

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão contra grupo especializado em fraudar licitações na Bahia

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos na manhã desta terça-feira (12), na cidade de Belmonte, no extremo sul da Bahia, durante uma operação da Polícia Federal contra um grupo criminoso especializado em fraudar certames licitatórios.

Segundo a PF, as investigações apontaram que a fraude contava com esquema que visava confundir a disputa. Integrantes das empresas investigadas atuavam no crime.

Com o material apreendido nesta terça, a Polícia Federal pretende detalhar a extensão dos danos ao patrimônio público, eventualmente estendendo a investigação para outros envolvidos, e encontrar o caminho trilhado pelo dinheiro desviado

Os envolvidos responderão por diversos crimes, dentre eles: corrupção ativa e passiva, assim como fraudes licitatórias, podendo as penas, se somadas, chegar a mais de 20 anos de reclusão.

g1 Bahia

Aluna denuncia professora por transfobia e racismo na UFBA: 'tirou meu direito de ter uma construção crítica'

Uma mulher trans estudante da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (UFBA), denunciou uma professora da instituição por racismo e transfobia. O caso aconteceu nesta terça-feira (12), em Salvador, durante uma aula do curso de Produção Cultural.

O g1 entrou em contato com a UFBA, que informou que a ouvidoria da instituição ainda não tem registro da denúncia. Quando a denúncia for efetivada, o caso será encaminhado para processo investigativo.

A equipe de reportagem também procurou a professora Jan Alyne Barbosa, que informou que aguarda apoio jurídico e institucional da UFBA em relação à denúncia.

De acordo com a vítima, estudante de Produção Cultural e cantora lírica Liz Reis, a situação teria começado depois que a professora não concordou com as críticas da aluna a respeito de um texto. A professora teria tratado ela com pronomes masculinos e dito que os comentários dela estavam "fora do conteúdo".

Ainda segundo Liz, a professora passou a ignorar os seus comentários durante a aula, mas ela não parou de expor suas opiniões sobre o texto. Em determinado momento, a professora teria chamado um funcionário da instituição para retirá-la do local.

Liz contou ainda que saiu da sala de aula e gritou pelos corredores da Facom que estava sofrendo racismo e transfobia. Ela desceu as escadas da instituição e foi até o colegiado para registrar a denúncia contra a professora, mas encontrou a porta fechada.

Depois de pedir algumas vezes para registrar a denúncia, a porta do órgão estudantil foi aberta pelos funcionários e Liz foi atendida. Logo em seguida, ela decidiu ir à delegacia e registrou um boletim de ocorrência. Em nota, a Polícia Civil informou que o caso será investigado pela delegacia do Rio Vermelho.

Após a repercussão do caso, alunos da Facom fizeram um abaixo assinado contra a professora Jan Alyne Barbosa e marcaram um ato contra o racismo e transfobia na quarta-feira (13), na sede da instituição.

g1 Bahia

Prefeitos de mais de 150 cidades baianas reivindicam aumento dos repasses do FPM

Os prefeitos de mais de 150 cidades baianas se reuniram nesta segunda-feira (11), na sede da União dos Municípios da Bahia, em Salvador, para discutir a redução de repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Segundo os gestores, os recursos enviados são insuficientes para arcar com os gastos.

No estado, a cada 10 municípios, seis têm até 20 mil habitantes e não possuem receita própria, ou seja, dependem ainda mais do FPM, que é formado pela arrecadação do imposto de renda e imposto sobre produto industrializado.

Com a redução no FPM referente ao mês de agosto, a cidade de Aporá, a 200 km de Salvador, recebeu cerca de R$ 300 mil a menos do que em agosto do ano passado. Outro exemplo é Entre Rios, que teve uma redução de aproximadamente R$ 400 mil.

Segundo o advogado Pedro Henrique Duarte, o valor pago aos municípios está relacionado com o sendo demográfico feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2022.

Os prefeitos também reclamaram de outras perdas, como a desoneração do ICMS dos combustíveis, aprovada no ano passado, e a redução da alíquota patronal do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Os prefeitos ainda querem ser incluídos no Projeto de Lei que desonera a folha de pagamento de 17 setores da iniciativa privada. O PL já foi aprovado em votação na Câmara dos Deputados.

Em nota, a Secretaria Estadual da Fazenda confirmou que a desoneração do ICMS dos combustíveis causou graves perdas de arrecadação para o estado, mas informou que tem adotado medidas para atenuar a situação. Apesar disso, as medidas não foram detalhadas.

A secretaria disse também que, em julho e em agosto, repassou mais de R$ 7 milhões para os municípios.

g1 Bahia

Caminhão baú é consumido pelo fogo após colidir com carro de passeio na BR 324

Um grave acidente foi registrado no início da manhã desta segunda-feira, 11, na rodovia BR 324, trecho que liga Riachão do Jacuípe a Nova Fátima no território da Bacia do Jacuípe, envolvendo caminhão baú e Hyundai HB20. O acidente aconteceu na localidade conhecida como ‘Zé da Mansinha’ nas imediações do Frijacuípe.

Lucival Souza coordenador da Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses disse ao que a equipe foi acionada por volta das 05h15 e ao chegar no local deparou com o carro de passeio bastante danificado e praticamente teve perda total, no veículo viajavam dois ocupantes, apenas o condutor foi socorrido com suspeita de fratura no tornozelo e maxilar. O HB20 seguia no sentido Riachão do Jacuípe.

Ainda de acordo com Lucival, no caminhão que seguia no sentido oposto também viajavam duas pessoas, motorista e ajudante e nenhum ficou ferido. Eles abandonaram a cabine do caminhão antes do início do incêndio.

Não tivemos informações sobre qual veículo provocou o acidente. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada.

Fonte: Calila Notícias

Vinte pessoas são presas em operação contra tráfico de drogas, estupro e outros crimes na Bahia

Vinte pessoas suspeitas de cometerem crimes como estupro, tráfico de drogas e formação de organizações criminosas foram presas, na manhã desta segunda-feira (11), pela Polícia Civil, em pelo menos três cidades da Bahia.

A operação busca combater as mortes violentas intencionais, o tráfico de drogas e a formação de organizações criminosas nas cidades de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, Feira de Santana e Juazeiro, no norte do estado.

As prisões fazem parte da Operação Paz, promovida pela Polícia Civil em conjunto com a Coordenação de Operações de Polícia Judiciária (COPJ).

No norte do estado, foram presas dez pessoas, por crimes como homicídios, tráfico de drogas e estupro. Em Feira, foram seis mandados cumpridos, já em Camaçari foram outros quatro.

A ação ocorre em todo país e começou no dia 1º de setembro em 12 estados brasileiros. No início da operação na Bahia, nove prisões ocorreram em cumprimentos de mandados e outras três em flagrante.

Além da Bahia, operação ocorre no Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Maranhão, Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima e Tocantins.

Os mandados são resultado de investigações em curso e de informações de inteligência coletadas ao longo dos primeiros dias da fase inicial da operação.

A Operação Paz é liderada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e conta com as forças policiais das unidades da federação envolvidas.

g1 Bahia

Governo da Bahia anuncia pagamentos dos valores dos precatórios Fundef para início de setembro; confira datas

O pagamento 2023 dos precatórios Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental (Fundef) será realizado pelo Governo da Bahia entre os dias 4 e 6 de setembro. As datas foram anunciadas pelo governador do estado, Jerônimo Rodrigues, na noite de quarta-feira (30).

Segundo o governo da Bahia, os créditos serão efetivados na conta bancária dos profissionais do Magistério da Educação Básica que fazem juz ao benefício e estão com dados cadastrais atualizados na base do Estado.

As orientações para a distribuição dos recursos foram divulgadas no Diário Oficial do Estado. No total, serão destinados R$ 1,25 bilhão a mais de 118 mil pessoas.

O abono extraordinário no valor de R$ 416 milhões será pago no dia 6 de setembro para 85.245 professores e coordenadores pedagógicos do Estado, incluindo aposentados e contratados por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), independentemente de terem atuado ou não no período de erro no repasse das verbas do Fundef.

Os profissionais em regime de 40 horas semanais serão contemplados com a quantia de R$ 5.950,70; já para aqueles que cumprem ou cumpriram jornada de 20 horas semanais, o valor fixado é de R$ 2.975,35.

Em paralelo, R$ 832 milhões serão destinados aos professores e coordenadores pedagógicos que atuaram na educação básica de janeiro de 1998 a dezembro de 2006, período de erro no repasse do Fundef.

Os interessados já podem conferir no Portal da Educação a lista com os nomes de todos os habilitados a receber este abono.

Neste caso, o cálculo do pagamento é feito de modo proporcional à jornada de trabalho e ao período de efetivo exercício do profissional dentro do período em questão.

Na lista divulgada pela SEC, é possível visualizar o tempo de efetivo exercício de cada profissional e os períodos em que esteve submetido à carga horária de 20 ou 40 horas semanais.

O crédito deste segundo abono será realizado nos dias 4 (para correntistas do Banco do Brasil) e 5 de setembro (demais bancos), contemplando todos os profissionais do magistério identificados na lista de beneficiários que estão na folha de pagamento do Estado e também aqueles que não possuem mais vínculo com o Estado, mas que realizaram a atualização cadastral necessária ao recebimento da primeira parcela dos precatórios, paga no ano passado.

g1 Bahia

Informações Adicionais