Eduardo Cunha promete presidência de CPIs de ataque a governo para a oposição

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende dividir o comando das novas CPIs que pretende instalar na Casa entre os partidos da oposição – e o próprio PMDB. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a presidência da CPI do BNDES deverá ficar com o PMDB. A dos fundos de pensão, para o DEM, com um peemedebista na relatoria, enquanto que o PSDB comandará a investigação de crimes cibernéticos. Segundo a publicação, o DEM gostou de ter o comando da CPI dos fundos de pensão, que pode aproximá-los do funcionalismo público.

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande