Cozinheira é morta pelo ex-companheiro com espeto de churrasco

Uma cozinheira de 38 anos foi morta, na noite de domingo (16), pelo ex-companheiro após uma uma discussão. Segundo familiares, Jaqueline Conceição da Anunciação foi ferida pelo pescador Nivaldo do Espírito Santo dos Santos, conhecido como "Geleia", com um espeto de churrasco.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Homicídios - Atlântico, na Pituba. De acordo com informações da Polícia Civil, Nivaldo é procurado.

Conforme familiares da vítima, o crime aconteceu na casa da mãe da vítima, localizada na Rua Nova Esperança, no bairro de Itapuã, em Salvador, na presença de dois dos três filhos do ex-casal. Ainda de acordo com familiares da cozinheira, Jaqueline e Nivaldo, que estavam separados há quatro meses, discutiram porque ele insistia em reatar o casamento, que durou cerca de 16 anos.

Os parentes de Jamile contaram que, no dia do crime, a cozinheira havia passado o dia na praia e, quando retornou, à noite, foi surpreendida pelo ex-companheiro na casa da mãe dela, onde morava junto com os filhos desde a separação. Segundo a irmã da cozinheira, Josemara Conceição, de 35 anos, ele entrou no quarto onde ela estava e a atacou com quatro golpes com um espeto de churrasco.

Os dois filhos caçulas do casal, uma menina de 14 anos e um menino de 10, assistiram à morte da mãe, segundo os familiares. A outra filha, de 15 anos, não estava em casa no momento do crime. "Minha sobrinha mais nova gritou tanto, para avisar do que estava acontecendo, que chegou a desmaiar. O menor ainda tentou acertar o pai com uma faca, mas não conseguiu porque ele fugiu, correndo", contou Josemara.

Jaqueline chegou a ser socorrida pelos familiares e levada para a Unidade de Pronto Atendimento de Itinga, em Lauro de Freitas, mas chegou à unidade de saúde sem vida. A cozinheira vai ser sepultada na manhã de terça-feira (18), no cemitério de Portão, em Lauro de Freitas.

g1ba

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande