Doenças cardiovasculares representam principal causa de morte em Feira de Santana

Profissionais e estudantes da área de saúde estão reunidos nesta sexta-feira (21) em um Hotel de Feira de Santana, participando da XXIII Jornada de Cardiologia, que segue até sábado (22). Segundo o médico Edval Gomes, que é um dos organizadores do evento, os participantes terão a oportunidade de atualização com os mais importantes nomes dentro da cardiologia de Feira de Santana, da Bahia, além de alguns convidados nacionais.

De acordo com Edval, o foco do evento é trabalhar com a prevenção e o combate da hipertensão, do colesterol elevado e todos os fatores de risco das doenças cardiovasculares, que, conforme informou, representa a principal causa de morte em Feira de Santana. “Suplanta as mortes por acidentes, por homicídios, por doenças infecciosas, por câncer e, portanto, é maior causa de morte em Feira de Santana e precisamos combater com o controle dos fatores de risco”, destacou.

Em casos de doenças estabelecidas, o médico informou que a jornada vai apresentar avanços tecnológicos em relação ao diagnóstico, terapia, além de especialistas para abordar informações importantes. Edval Gomes destacou ainda, a importância de ir ao médico com frequência, já que, de acordo com ele, as doenças cardiovasculares são silenciosas.

“Esse é um grande problema. A pessoa acredita que está bem e não procura um profissional, o fato da doença não se manifestar faz com que as pessoas não procurem um médico, ou quando tem o diagnóstico feito, ela deixa de fazer o tratamento. A gente costuma ouvir de alguns pacientes que tem pressão alta que estão se sentindo bem e que vão parar de tomar a medicação, mas é a partir daí que desenvolve o AVC (Acidente Vascular Cerebral), o infarto, as doenças circulatórias, a insuficiência renal, doenças da visão e daí por diante”, alertou.

As informações são do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

http://www.vejabaixagrande.com.br

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande