Polícia abre inquérito para investigar morte de turista no sul da BA; jovem morreu após receber descarga elétrica

A Polícia Civil de Nova Viçosa, no sul da Bahia, informou que abriu inquérito para investigar a morte da turista mineira eletrocutada no domingo (27), na cidade. O caso é tratado como acidente, mas a polícia vai investigar as razões do ocorrido.

Camila Pinheiro da Costa morreu após pisar em um fio de alta tensão na Avenida Oceânica. Ela era de Governador Valadares, no interior de Minas Gerais e tinha 27 anos. Por causa da eletrocussão, a turista morreu ainda no local.

No momento do acidente, Camila carregava a filha de quatro anos. A criança que foi salva por moradores, foi internada no hospital da cidade, e sem seguida transferida para Salvador. Não há informações sobre o estado de saúde da criança.

Camila era servidora da Secretaria de Saúde de Governador Valadares, onde trabalhava como atendente, em um laboratório. Ela estava em Nova Viçosa em uma excursão de carnaval.

O corpo da jovem saiu do IML de Teixeira de Freitas, na noite de terça-feira (1) e chegou a Minas Gerais na manhã desta quarta (2) para ser sepultado. A irmã de Camila será uma das testemunhas que serão ouvidas pela polícia no inquérito.

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) informou que encaminhou uma equipe ao local para eliminar os riscos de novos acidentes e disse que está apurando as causas da eletrocussão. A Coelba ainda afirmo que está à disposição da família para prestar o auxílio necessário.

G1 BA

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande