Família denuncia PMs por tortura e agressão após militares invadirem casa em Capim Grosso-Bahia

Uma mulher da cidade de Capim Grosso, no norte da Bahia, denunciou policiais militares por tortura e agressão contra os filhos, após os militares invadirem a casa da família, no bairro José Mendes de Queiroz. A Polícia Militar disse que instaurou uma sindicância para apurar a conduta dos envolvidos.

A situação aconteceu no dia 29 de agosto. Jucide Silva Oliveira conta que a família estava em casa, reformando uma parede do imóvel, quando parou para almoçar. Neste momento, os PMs chegaram procurando um homem conhecido como Marcelo, só que ninguém sabia quem era essa pessoa.

Ainda segundo a mulher, os policiais não acreditaram e passaram a torturar os dois filhos dela, para que eles falassem. Os militares usaram uma mangueira para enforcar um dos filhos de Jucide, que acabou desmaiando na ação. Os rapazes também tiveram os cabelos e chinelos cortados pelos PMs, além de serem agredidos.

A dona de casa conta ainda que os policiais revistaram toda a casa dela, mesmo sem apresentarem um mandado judicial, e não encontraram nada. Quando os militares saíram da residência, a família gravou um vídeo em que Jucide desabafa e mostra um dos filhos, Joedson, 21 anos, visivelmente abalado.

O desabafo de Jucide circulou na internet e causou comoção nas redes sociais, por causa do relato da truculência e tortura empregada pelos policiais na ação. Ainda nas imagens, a dona de casa faz um apelo para as autoridades, para que orientem os policiais nas abordagens.

Nesta terça-feira (8), a dona de casa falou com a equipe da TV Bahia. Jucide contou que ela está sendo apoiada por membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Bahia, e que quer justiça pelo que aconteceu com os filhos dela.

g1ba

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande