Gestante não consegue atendimento e dá à luz em corredor de hospital

Uma jovem deu à luz no corredor do Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, na madrugada desta segunda-feira (13). Tainã Guedes chegou à unidade de saúde já em trabalho de parto por volta de 1h e não conseguiu atendimento médico até o nascimento da criança, quase duas horas depois.

A mãe da paciente, Márcia Guedes, contou que, ao chegar no hospital, foi informada que não havia médico obstetra na casa e que a jovem não seria atendida. Sem condições financeiras de seguir para outra unidade, ela solicitou a uma ambulância, mas foi avisada de que os veículos só poderiam ser utilizados para a transferência de pacientes internados.

Familiares da gestante chegaram a ligar para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não foi deslocada uma ambulância até o local.

No momento do trabalho de parto, Márcia aferiu a pressão da filha com um aparelho que carregava na bolsa e constatou que estava alta. Ela disse que chegou a avisar aos enfermeiros do local, mas, mesmo assim, a filha não conseguiu atendimento. A mãe decidiu, então, medicar a filha por conta própria com um remédio para hipertensão que faz uso diariamente.

Por volta de 3h, a bolsa de Tainã estourou e ela acabou dando à luz em uma maca que estava no corredor do hospital, com ajuda de outros pacientes que aguardavam atendimento. A paciente e a criança passam bem.

Em entrevista à TV Bahia, a diretora do hospital, Murita Laborda, contou que a paciente foi atendida na unidade após entrar em trabalho de parto.

"Ela foi informada de que nós não tínhamos obstetra no momento. E, assim que foi constatado que ela realmente iria ter o bebê, que não iria dar tempo dela ir para outra unidade, ela foi atendida, acolhida. E o bebê a mãe passam muito bem", falou a diretora da unidade de saúde.

G1BA

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande