Enfermeira é presa por tentativa de homicídio de bebês em UTI

Uma enfermeira foi presa por agentes da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (DCAV) por suspeita de tentativa de homicídio de quatro recém-nascidos em um hospital de Bangu, Rio de Janeiro.
Identificada como Simone, a enfermeira teria rompido de propósito, usando tesoura e as mãos, cateteres inseridos em recém-nascidos que estavam em incubadoras na UTI Neonatal da unidade.

Ela foi flagrada por câmaras de segurança do hospital, em horário fora de sua escala de trabalho. Segundo o Hospital Real D’Or, a funcionária foi afastada da instituição.
Nas imagens ela aparece se aproximando de uma incubadora, analisa o bebê e entrega um item não identificado à outra técnica de enfermagem. Quando esta se retira do local, Simone se aproxima novamente da incubadora e, com uma tesoura, corta o cateter e tenta esconder. Cerca de 20 minutos depois uma outra funcionária percebe o ocorrido e tenta resolver.

Segundo investigação da polícia, Simone cortou cateteres de bebês recém-nascidos ao menos quatro vezes nos 15 primeiros dias de janiero. As crianças correram risco de hipoglicemia e infecção e, por isso, a enfermeira foi indiciada por tentativa de homicídio.

A enfermeira negou as acusações na delegacia. Ela foi ouvida sem saber que estava sendo acusada de homicídio e afirmou que era treinada para trocar cateteres e que algum profissional agiu de má fé. varela notícias

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande