Dois suspeitos de envolvimento na morte de garota de 16 anos achada em saco são presos em Feira de Santana

Dois suspeitos de envolvimento na morte da adolescente Bruna Santana Mendes, de 16 anos, encontrada enrolada em um saco plástico após ficar desaparecida por mais de dois dias, na cidade de Feira de Santana, a 100 km de Salvador, foram presos nesta sexta-feira (23), informou a Polícia Civil.

Os suspeitos, um jovem de 18 anos e outro de 20, tiveram mandados de prisão decretados pela juíza Márcia Simões Costa. A polícia não informou onde eles foram localizados.

Pouco antes das prisões, a polícia disse ter encontrado, em uma casa vizinha à residência do primo de Bruna, no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira, sacos plásticos parecidos com o que foi usado para enrolar o corpo da vítima. A jovem, que era da cidade de Serra Preta, estava hospedada na casa do primo por alguns dias.

"Esses sacos já foram recolhidos e, agora, a gente tenta fazer essa comparação com o saco que foi utilizado para enrolar e deixar a vítima no local e para saber se tem algum tipo de ligação", disse o coordenador regional da Polícia Civil da cidade, Roberto Leal.

A polícia não informou se os suspetos presos tem alguma relação com o imóvel onde os sacos foram encontrados. Nesta sexta, várias pessoas prestaram depoimento sobre o caso no Complexo de Delegacias do Sobradinho. G1BA

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande