Suspeitos de envolvimento na morte de criança em Feira de Santana se apresentam à polícia

ois suspeitos de envolvimento na morte da menina Yariana de Jesus Viana, de 10 anos, ocorrida na última quarta-feira (6), na casa onde a criança morava, em Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 quilômetros de Salvador, se apresentaram à polícia nesta segunda-feira (11). João Vitor Barreto, de 19 anos, e Júlio César Catureba dos Santos, de 21, prestaram depoimento e foram liberados. Eles negam o crime.
De acordo com a polícia, Yariana foi atingida depois que quatro homens chegaram ao imóvel a procura do irmão dela, que teria envolvimento com o tráfico de drogas. Como o rapaz não foi encontrado, os bandidos atiraram onde Yariana estava. A menina, que foi baleada no tórax, chegou a ser levada para o Hospital Estadual da Criança, mas não resistiu aos ferimentos.
Segundo Antônio Augusto Leal, advogado dos suspeitos, eles dizem que estavam fora de Feira de Santana, quando a menina foi morta. “Nenhum dos dois confessa a prática delituosa imputada a eles neste momento. Eles contam que não estariam em Feira de Santana, estariam inclusive na cidade de Salvador, e que não sabem. Viram as fotos deles sendo veiculadas nas redes sociais, botando eles como se tivessem atirado na criança”, afirmou o advogado.
O delegado de homicídios, Gustavo Coutinho, informou que a mãe da criança também esteve na delegacia nesta segunda e identificou os dois suspeitos. Ele contou ainda que João Vitor e Júlio César disseram em depoimento que o irmão de Yariana teria matado o irmão de um traficante em 2016, e que esse traficante prometeu vingança.
Ainda segundo o delegado, dois menores também participaram do assassinato da menina. Um já foi identificado, a mãe dele foi ouvida e confirmou que ele esteve na cena do crime.[G1BA]

www.vejabaixagrande.com.br

Informações Adicionais

Veja Baixa Grande